Páginas

12 de outubro de 2011

[Testemunho] Nascendo de Novo

Demorou mais consegui voltar aqui com mais um testemunho, quero muito postar um por semana, mas preciso da ajuda de vocês, não se acanhem e abençoem uma vida mesmo que seja de forma anônima caso não queira se expor, entre lá na página Contato e conte pra gente.

Hoje vou contar a história da Viviane Alves que teve uma parada cárdio respiratória, ela tem dois lindos blogs que valem muito a pena seguir o Blog da Vivi e o Meu blog de receitas favoritas, a história é um pouquinho longa mas não cansativa de ler e vale muito a pena pois é maravilhosa.

Vivi, muito obrigada por compartilhar com a gente, com certeza a história irá nos edificar.

O testemunho é contado nas palavras dela e vocês podem lê-lo também no blog dela nos links abaixo, não deixem de ler porque com certeza é bênção.
http://viviass.blogspot.com/2011/02/contando-como-tudo-aconteceu.html
http://viviass.blogspot.com/2011/02/contando-como-tudo-aconteceufinal.html

"Eu estava com 32 anos de idade, tinha uma vida bastante corrida como Assessora de Presidência de uma Construtora na Vila Olímpia, apenas com 2 anos de casada, fazia academia, dança, cuidava da casa, marido, 2 cachorros, dirigia e muito bem por sinal. Saía de casa às 7:30 e chegava 19:00hs, indo direto pra academia, onde fazia aulas de dança juntamente com meu esposo e demais atividades. Planejávamos encomendar o baby qdo completássemos 3 anos de casados.
Não vou dizer que fui santinha, já fumei por 10 anos, comecei aos 15, bobeira de adolescente que vai no embalo dos outros, mas parei bem antes de ter a parada, tinha uns 5 anos. Gostava de sair pra dançar, isso sim, mas nunca bebí. Meu esposo tb não bebe, graças à Deus, então só nos divertíamos numa boa.
Sofria de asma-bronquica - alérgica (herança da minha avó - que faleceu disso aos 72 anos) desde os 15 anos, descobri isso qdo comecei a trabalhar, qdo tive a primeira crise que desencadeou numa broncopneumonia. Foi piorando devido às condições de trabalho, já que era alérgica e justamente à mudanças bruscas de clima, como por exemplo, ar condicionado.
As crises foram aumentando com o passar dos anos e fui orientada pelos médicos à usar as tais "bombinhas" aerolin e berotec" pra quem já ouviu falar, deve saber que elas aceleram os batimentos cardíacos. Entre outros expectorantes, além das inalações que viraram rotina.
Passando agora pro dia do acontecimento :
Era um feriado, em abril de 2006, eu faço Declarações de IR e estava quase encerrando o prazo de entregá-las. Aproveitei o feriado, levei-as para casa para fazê-las. Passei a madrugada muito mal e meu esposo saiu logo cedo para comprar um expectorante, pois nem inalação nem a bombina estavam fazendo efeito e eu já estava me preparando para irmos ao médico.
Daí a última coisa que eu me lembro foi que liguei o PC, e entrei no msn pra avisar minha irmã Stella, falei que não estava me sentindo bem.Daí apaguei. Foram 3 meses sem saber mais de nada!
O meu esposo (papis) disse que qdo ele chegou, eu estava terminando de me arrumar e de repente caí no corredor, fui ficando roxa e me urinando, perdi os sentidos totalmente. Ele imediatamente me pegou no colo e colocou no carro me levando pro PS mais próximo de casa.
Eu já tive a parada alí, fiquei cerca de 10 minutos sem oxigênio no cérebro e isso fez com que eu perdesse todos os movimentos e a fala. Perdi toda a coordenação motora. Mas meu coração voltou a bater, graças à Deus.
Neste hospital fiquei 1 dia, pois não tinham condições de me manter lá, e fui transferida para o Santa Paula por UTI móvel onde fiquei 17 dias, fiz traqueostomia, e até completar 3 meses fiquei no quarto privativo. Sempre com acompanhante, pois eu me mexia muito e não podia de forma alguma tirar os aparelhos. Os médicos desenganaram, foram chamados vários especialistas, mas diziam que meu caso não tinha solução que eu ia "vegetar" ficar inválida, que não conseguiria voltar.
Em julho de 2006 o papis resolveu me tirar de lá, assumiu a responsabilidade e disse que ía cuidar de mim em casa. Eu tinha direito à home care, e isso ajudou bastante, mas esse marido foi um anjo, pois ele nunca tinha cuidado de um bebê e de repente teve um nas mãos pra ensinar de tudo e trocar fraldas, pq eu tb não controlava as minhas necessidades!!!
E voltei pra casa, ainda desacordada, com a traqueostomia no dia 02 de julho de 2006.
Para me manter em casa, foi necessário ter uma cama hospitalar.
Como eu perdi os movimentos e fala, foi necessária a contratação de fisioterapeuta e fonoaudióloga, por um curto prazo, o papis se encarregou de assumir essa função também.
No segundo dia que voltei para casa, meus cachorros latiam e eu abri os olhos! Fiquei tanto tempo no hospital e nada de acordar hein.
Tinham umas 4 pessoas no meu quarto, todo mundo começou a falar ao mesmo tempo e o papis pegou um dos cachorros... eu olhei pra ele e comecei a chorar. Aí todo mundo tb chorou nesse momento.
Reconheci todos. Me peguntavam sobre passado, presente, data de aniversário, senhas, etc...Eu só mexia a cabeça, e abria a boca pois tinha dificuldade pra falar. A única coisa que não lembrava foi sobre os fatídicos 3 meses no hospital. Da hora que eu caí em casa à hora que eu voltei não me recordo de nada!
Só que como eu tive a parada e ainda fiquei muito tempo sem me movimentar, fiquei com uma sequela, que se chama disartria(resumo: tremor devido à falta de oxigenação no cérebro). Tomei vários remédios até chegar só ao Rivotril que tomo atualmente.
Tirei a traqueo com mais ou menos um mês e voltei a me alimentar normalmente, aos poucos. Como é bom sentir o gostinho da comida, vcs não fazem idéia... A fono pediu pra voltar a comer aos poucos, principalmente lanches, tipo MC, Lasanha, feijoada, pois ficou difícil tb minha mastigação. Mas era exatamente o que eu necessitava comer, rs. Pedi ao papis q trouxesse um lanchinho do MC, sem ela saber e ele cortou bem pequenininho pra eu comer. Pronto, me realizei.
Começamos com fono e fisioterapia. Foi muito difícil os dois... Não conseguia nem falar o nome do papis, Angelo e não me mexia na cama, não mexia os dedos, foram utilizados objetos como massinhas de modelar, elásticos, para eu praticar o movimento das mãos. Os pés ficavam dormentes de tanto ficarem parados, precisava serem feitas massagens diversas vezes ao dia.
Fui levantando aos poucos, mas não tinha forças para me manter em pé, então dava uns passos pelo corredor e voltava para a cama todos os dias (apoiada na fisio ou no papis). Isso foi aumentando gradativamente, até que eu comecei a ir ao banheiro e voltei a controlar minhas necessidades fisiológicas. Papis se livrou das fraldas rs, mas foi só o começo.
Paramos com fono e fisio e o papis começou a me treinar sozinho. Montou uma pastinha com desenhos, figuras e letras para eu contornar, treinava minha fala e me levava pra caminhar. Logo eu estava no computador treinando tb digitação. Isso foi uma excelente fisioterapia.
Devolvemos a cama hospitalar e voltei para nossa caminha, ufa, que saudade de dormir com meu maridinho! Uma coisa falei, a gente conseguiu matar a saudade "daquilo" na cama de hospital mesmo, não teve como controlar as emoções, ririri.
Aos poucos fui começando a me apoiar nas coisas, pelas paredes e sair pela casa sozinha. Mas não conseguia ficar muito tempo em pé, nem na mesma posição. Tb não conseguia me mexer na cama, fui "aprendendo" dia a dia.
Mas aí, como uma criança que aprende os primeiros passos, vieram os tombos. E eu não tinha coordenação motora nenhuma, ía com a cara diretamente no chão. Normalmente qdo uma pessoa cai, logo coloca a mão pra se amortecer a queda, mas pra mim isso não era possível pois não dava tempo. Então era um dia com o olho direito inchado, outro dia com o esquerdo... Fora joelhos, cotovelos, esses viviam esfolados. Hirudroid e Merthiolat tinha em estoque na minha casa. E não adiantava fazer compressas com bolsa térmica, inchava e ficava roxo do mesmo jeito.
Nessa fase comecei a fazer um tratamento com um remédio (Alenia) esse me curou de vez da asma. Foram só seis meses pra me livrar definitivamente do motivo que me fez passar por td isso! Nunca mais tive crise nenhuma. São quase 5 anos.
Minha fé e força de vontade foram me fortalecendo cada vez mais, mesmo os tombos não me abalavam e o papis me ajudava nesta luta pra voltar a ser o que eu era.
Pra parar com os remédios, tiveram crises de abstinência, sofri um pouco com isso também. Mas consegui, agora só restando 1.
Esse q é o que mais esta sendo difícil. Se fico sem ele, me falta a coordenação. Então chego a cair. Agora estou conseguindo tomar muito pouco. Chego a ficar 2 ou 3 dias sem tomar, isso pq estou dividindo em 4 um comprimido de 0,5mg.
Hoje como eu estou : Ando até na esteira, ririri (mas correr ainda estou treinando), moro em sobrado, viajo de avião, fiz uma cirurgia plástica, renovei minha habilitação (calma gente, o papis ainda não me deixa sair sozinha), dou uns passinhos de dança, lavo, passo,limpo casa, cozinho e bem viu (passem lá no meu blog de receitas,rs) e agora cuido do meu anjo Angelo, pq ele merece!ah, não posso esquecer dos meus 3 auaus e da minha gatinha, dá um trabalhão cuidar de todo mundo...
Quanto à dicção, quase perfeita também, quem não me conheceu não percebe que tive problema algum. Voltei à escrever normalmente, assino até contratos com direito à reconhecimento de firma em cartório."



Maravilhosa história né, espero que tenham gostado, não deixem de entrar nos blogs dela, ela é um fofa e uma bênção e faz cada receitinha que fico aqui com água na boca. Prestigiem nossa amada e comentem =)

Kisses,

19 comentários:

  1. Flor se der dá uma passadinha no meu blog, www.bugigangazdanet.blogspot.com e se puder segue lá tbm . Fico no aguardo. bjinhus

    ResponderExcluir
  2. Amiga seu post foi incrível, considero uma homenagem e agradeço muito por se interessar pela minha história e repassar esse testemunho de superação e vitórias que aconteceram na minha vida.
    Claro que gos

    ResponderExcluir
  3. Nossa que história linda...realmente emocionante.
    Bjus

    ResponderExcluir
  4. Um lindo testemunho
    E comos convidados a testemunhar para mostrar a boa nova so nosso SEnhor
    Os milagres que já fez
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. testemunhos são sempre bons!
    fazem a gente se aproximar das pessoas!

    obrigada pelo carinho Fran!

    bjo

    http://floresmaquiadas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Lindas, obrigada pelo carinho
    Vivi, você merece, é uma honra poder contar sua história aqui.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  7. Ela nasceu de novo. Esse é um testemunho bastante emocionante.

    http://mundofashionfemenino.blogspot.com/

    Beijinhos!!!

    ResponderExcluir
  8. Nossa Fran, que lindo!
    Já conheço a Vivi e sou seguidora dos blogs dela. Mas não conhecia a história.
    Agora a admiro ainda mais!!
    Parabéns pelo post!
    Emocionante!!

    bjO querida e tenha um lindo dia!

    Breshopping da Dany
    http://www.brechodanylins.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Olá!! Adorei o blog e já virei seguidora!! Também quero aproveitar e convida-la para conhecer o meu cantinho e participar de mais um maravilhoso sorteio!! Um grande beijo!!

    http://adoravelnecessaire.blogspot.com
    @pathyamorinha

    ResponderExcluir
  10. Oiin floor !!
    Ameii akii .. ótimo post!
    Ameii a bolsinha ^^ e os sapatos ^^
    Você poderia me ajudar?
    Stou participando d um concurso
    e gostariiaa muuuito muuito msm,q vc votasse no
    CuteCupCake <<

    É soh entrar akii

    http://blog-mundo-da-moda.blogspot.com/2011/10/meu-blog-vale-um-premio-votacoes.html

    e votar na enquete no penúltimo blog
    >> CuteCupCake <<

    Tah ok?
    Kiss ♥ conto com vc kerida s2"!!

    CCC--- http://fanideisi.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Nossa adorei o post, incrivel =) parabéns viu pela homenagem linda a ViVi.. beijos amore.

    www.girlscosmetic.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Olá Fran

    Adorei encontrar vc aqui na blogolândia.
    Sou Kinha do blog AMIGA DA MODA e vim conhecer seu espaço. Gostei e já estou te seguindo. Vou aguardar a sua visita e ficarei feliz se me seguir também.

    Bjooooooooooooo......................
    www.amigadamoda1.com

    ResponderExcluir
  13. Nossa que lindo!
    Beijos,
    http://baguncadecloset.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  14. Oii! Obrigada por sempre estar presente no SdC :) Adoro sua visita lá!

    Beijos,
    http://sorvetedecupu.blogspot.com
    @sorvetedecupu

    ResponderExcluir
  15. Que benção! E é ótimo ter um lugar pra compartilhar isso, né?
    bjoks

    ResponderExcluir
  16. Bem lindo!
    Obrigada por todos os comentarios, linda :)
    Beijos e um bom final de semana!

    ResponderExcluir
  17. Que bom que vocês gostaram, com certeza ela merece essa homenagem e muito mais, e o comentários de você da forças pra continuar =) Vocês são muito queridas. Beijinhos

    ResponderExcluir
  18. Nossa que exemplo de superação e amor do marido hein, o melhor de tudo é que ela está bem agora. Que o Senhor continue abençoando sua vida a cada dia mais. beijos

    ResponderExcluir
  19. Onivid, que amor não é =) muito abençoada essas linda. Obrigada pela visitinha =)

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante, é incomparável, Elogios, críticas... Comente...